Torres Vedras

Agenda Torres Vedras 2030

A Câmara Municipal de Torres Vedras tem vindo a acompanhar desde o início os debates internacionais sobre o desenvolvimento sustentável que se iniciaram com a Cimeira do Rio em 1992, tendo assinado a Carta das Cidades e Vilas Europeias para a Sustentabilidade (Carta de Aalborg) em 1994 e os Compromissos de Aalborg dez anos depois, a par de muitos outros municípios europeus.

As origens: Torres XXI

Em 1999, o Município de Torres Vedras inicia o Plano Municipal de Ambiente, Torres XXI, tendo sido realizado um diagnóstico do estado do ambiente natural do concelho e definidas estratégias integradas e ações de intervenção concretas com vista à resolução de problemas ambientais assim como à valorização dos recursos naturais. O Torres XXI pretendeu responder ao desafio lançado pelas Nações Unidas na Cimeira do Rio no sentido de cada comunidade construir o seu próprio plano de ação para a sustentabilidade, constituindo-se assim como um instrumento preliminar à Agenda 21 Local.

A Agenda 21 Local

A Agenda 21 Local é um plano de carácter estratégico e operacional que tem como principal objetivo o alcance de uma comunidade sustentável, ou seja, uma comunidade com uma economia local forte e viável; socialmente justa, inclusiva e em paz; eco-eficiente e com boa governação. Apela à construção de uma visão integradora dos aspetos ambientais, sociais e económicos, assentando numa forte governação local participada entre todos os atores que intervêm no território (cidadãos, associações, empresas, administração local e central, etc.) procurando formar consensos e parcerias para a construção de uma estratégia de desenvolvimento local sustentável.

Em 2007, o Município inicia o processo de implementação dos Compromissos de Aalborg que representam a Fase 1 da Agenda 21 Local de Torres Vedras. Nesta fase foi realizada a caracterização do estado do desenvolvimento do Município de Torres Vedras de acordo com os 10 Compromissos de Aalborg e foram definidos os objetivos que se pretendiam atingir, os indicadores e respetivas metas.

A Fase 2 da Agenda 21 Local, iniciada em 2008, foi marcada pela elaboração da estratégia de intervenção e plano de ação, quer ao nível do concelho quer aos nível das então 20 freguesias. Esta aproximação da Agenda 21 ao território permitiu a adoção de um processo fortemente colaborativo e participativo, caracterizado pelos seguintes números: 500 participantes nas sessões; 380 ideias de projetos geradas e 128 projetos prioritários propostos.

A Agenda 2030

Após seis anos de implementação, uma reflexão sobre a dinâmica da Agenda 21 levou à proposta de revisão que será alicerçada na resolução das Nações Unidas “Transformar o nosso mundo: Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável”, constituída por 17 objetivos, desdobrados em 169 metas, que foi aprovada pelos líderes mundiais, a 25 de setembro de 2015, numa cimeira na sede da ONU, em Nova Iorque.

A Agenda Torres Vedras 2030 está assim na primeira linha das boas práticas internacionais de desenvolvimento sustentável e, como sucessor da Agenda 21 Local, permitirá que o município prossiga com a inclusão, de uma forma integrada, das vertentes económicas, sociais e ambientais no seu planeamento e gestão municipal.


Informações: agenda2030@cm-tvedras.pt

Notícias / Agenda 2030

Imagem da Notícia Torres Vedras e Alenquer são “Cidade Europeia do Vinho” em 2018
Imagem da Notícia Celebração do Dia Nacional do Mar

Celebração do Dia Nacional do Mar

20.11.2017

No dia 16 de novembro decorreu uma ação de limpeza e monitorização de lixo marinho, na Praia da Vígia, em Santa Cruz, no âmbito das comemorações do Dia Nacional do Mar. (...)

Imagem da Notícia Apresentação do Projeto