Torres Vedras

Agenda

25 de Abril

"Sábado na Galeria"

Até 25 de abril 2020 | 10h00

Oficina infantojuvenil

Evento já ocorrido

Local: Facebook da Paços - Galeria Municipal de Torres Vedras
Destinatários: Famílias

Esta atividade integra o programa Comemorações do 25 de Abril

Foi há muitos anos, mas continua a ser muito importante recordar a história.

Hoje vivemos a suspensão de algumas das nossas liberdades, vivemos a privação (voluntária) do movimento livre, que impede a forma mais natural de exercitar aquilo que melhor nos caracteriza: as ligações humanas que se constroem no relacionamento com o outro. Sabemos, no entanto, que é por um tempo limitado. Antes do 25 de Abril, durante muito tempo, a limitação das relações, da  criatividade e da liberdade de expressão esteve inibida por tempo ideterminado, por razões ideológicas. Até que chegou o dia! "...o dia inicial inteiro e limpo/ onde emergimos da noite e do silêncio (...)" como ficou conhecido para sempre, de forma tão bela, através das palavras de Sophia de Mello Breyner.

Portugal vivia uma realidade diferente da que conhecemos hoje. Vivam-se tempos difíceis, desiguais, com injustiça e muita pobreza, sem dinheiro para as necessidades mais básicas como alimentação, saúde e educação (a maioria das pessoas só estudava até à 4ª classe).

Vivia-se uma ditadura, a mais longa da Europa Ocidental do século XX, que durou 48 anos. No Estado Novo, nome pelo qual ficou conhecido o regime da época, as pessoas eram perseguidas, presas e torturas pela PIDE, a polícia política, pelo simples razão de terem opiniões diferentes sobre as políticas e valores do regime.

Após algumas tentativas, os militares finalmente conseguiram juntar-se em segredo, pois estavam saturados do estado em que se encontrava o país e correndo um grande risco, organizaram uma revolução que devolveu ao Povo Português a liberdade tão desejada.

O golpe foi relativamente pacífico e as pessoas ofereceram cravos aos militares, que os colocaram nas suas armas, ficando esta flor o símbolo do 25 de abril, a revolução dos cravos.

Muitos outros acontecimentos importantes ficam aqui por relatar, até porque este é um marco importante na história de Portugal que importa investigar um bocadinho mais.

O espaço exterior foi o local privilegiado de manifesto e de divulgação de mensagens, atribuindo ao cartaz um papel de crucial importância na expressão de motivações individuais ou coletivas, no alertar de problemas do momento, espalhando a mensagem através da arte gráfica.

Apesar da nossa liberdade física estar agora condicionada, a liberdade de pensar e do criar permanece. Queremos provocar o manifesto e a imaginação de cada um, para tal propomos o desafio de criar um cartaz recorrendo ao texto e à ilustração. Como já é habitual sugerimos materiais simples que possam ter à mão. 

No dia 25 de abril, às 10h, a Paços - Galeria Municipal de Torres Vedras, através do Facebook, mostra-lhe algumas ideias.


Atividade Gratuita


Última atualização: 22.04.2020 - 17:21 horas
voltar ao topo ↑