Torres Vedras

Artistas de referência continuam a passar pelo palco do Teatro-Cine

03.07.2018

Uma programação de referência no universo das salas de espetáculo municipais nacionais foi de novo proporcionada no Teatro-Cine, durante o primeiro semestre deste ano.

Na área da música, figuras de relevo do respetivo panorama passaram pelo Teatro-Cine, sendo de salientar neste particular os espetáculos de Paulo Bragança e Aline Frazão.

Isso para além de outros como os da "Temporada Darcos", o de Bruno Pernadas, o de La Negra com Carlos Barreto, a Ópera de Câmara O Corvo de Edgar Allen Poe e o concerto de jazz do grupo Voice’n’Combo.

No âmbito também da referida programação, Sofia Alves voltou ao palco do Teatro-Cine com o espetáculo Porta com Porta, apresentado pelo Teatro Dramax Oeiras, tendo na área do teatro outros espetáculos sido apresentados no mencionado equipamento municipal torriense como: Aqui somos todos Lázaros, por Marcos Barbosa a partir de um texto de Jacinto Lucas Pires; Medeia, pela Companhia João Garcia Miguel; o teatro de máscaras André y Dorine, pelo Kulunka Teatro; O Cão que corre atrás de mim (e o Avô Elísio à janela), uma coprodução do Teatro Municipal Maria Matos e do Teatro Municipal Rivoli; Nosferatu in love, representado por Les Bouffons; e Bululú – Histórias de invenção do mundo, o qual se inspirou numa obra de Calderón de la Barca.

A dança também marcou presença na programação do Teatro-Cine neste primeiro semestre de 2018, sendo nesse âmbito de realçar alguns espetáculos como: Um Solo para a Sociedade, apresentado pela Companhia Paulo Ribeiro; Suspensão, pela Companhia Clara Andermatt; O Rei no Exílio – Remake, por Francisco Camacho; e Doesdicon, pelo Grupo Dançando com a Diferença.

De referir o considerável número de espetáculos apresentados no Teatro-Cine relacionados com a realidade artística local, como o concerto de homenagem ao maestro Álvaro Reis, o do Ruben Monteiro Quarteto, os espetáculos de dança da escola MPT, da Tuna Comercial Torreense e da APECI e Performact e o teatro Ensaio representado pelo grupo do Académico de Torres Vedras. 

Com esta última associação prosseguiu também o ciclo de cinema “Café com Filmes”, proporcionando uma opção alternativa ao respetivo circuito comercial e dando continuidade à tradição cineclubista de Torres Vedras.

Também o projeto educativo do Teatro-Cine teve continuidade com a realização, especialmente, de teatros.

Durante o primeiro semestre deste ano o Teatro-Cine acolheu, no total, 81 atividades, tendo contado com cerca de 12.300 presenças nas mesmas.

Os espetáculos no Teatro-Cine prosseguem até ao final de julho, havendo posteriormente a habitual pausa de verão, para depois regressarem em meados de setembro…

voltar ao topo ↑