Torres Vedras

Centro Hospitalar de Torres Vedras - Reação do presidente da Câmara Municipal ao Projeto de Resolução n.º 591 XII/2.ª

31.01.2013

Na sequência do Projeto de Resolução n.º 591 XII/2.ª, apresentado pelos deputados do PSD e CDS/PP responsáveis pelo mesmo documento, e relativo ao Centro Hospitalar do Oeste, o Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Miguel, através de carta enviada aos deputados, manifestou a sua “mais profunda indignação e repulsa por esta atitude discriminatória e segregacionista que ignora e humilha as populações que são servidas pelo Hospital de Torres Vedras, nomeadamente as populações de Torres Vedras, da Lourinhã, do Cadaval e de Mafra".

Questiona ainda:

- “As populações servidas pelo Centro Hospitalar de Torres Vedras não têm direito à “(…)manutenção do maior número de especialidades…”;


- O Centro Hospitalar de Torres Vedras não tem premência nas suas obras?


-Pretendem um Centro Hospitalar do Oeste que bem sirva os portugueses-oestinos residentes no Distrito de Leiria e que mal sirva os portugueses oestinos que residem no Distrito de Lisboa?


- Pretendem que o Centro Hospitalar do Oeste seja um único hospital com serviços desconcertados mas articulados entre si e que sirva toda a população ou uma amalgama de serviços médico-hospitalares que responda de forma diferenciada à população, em função da sua residência, quiçá, em função da sua opção político-partidária?”

 

A carta em anexo foi também dada a conhecer ao sr. ministro da Saúde, aos líderes parlamentares da Assembleia da República, aos membros da Assembleia Municipal de Torres Vedras, à Administração do Centro Hospitalar do Oeste e à Comissão de Utentes do Centro Hospitalar de Torres Vedras.

 

Ofício - Centro Hospitalar do Oeste
> Projeto de Resolução 591 - PSD/CDS-PP

voltar ao topo ↑