Torres Vedras

Conservação e restauro do teto da Igreja de São Pedro

01.11.2016

O teto decorativo da nave central da Igreja de S. Pedro está a ser objeto de uma intervenção de conservação e restauro.

Recorde-se que a cobertura desta igreja que é monumento nacional entrou em colapso e a mesma foi encerrada ao público em 2015 por risco de queda de fragmentos, problema causado por infiltrações existentes na cobertura, dada a deficiente estanquicidade desta.

Perante esta situação tornou-se imprescindível e urgente intervir na cobertura, pelo que nesse mesmo ano a igreja foi alvo de intervenção, tendo-se renovado o telhado e a sua estrutura de suporte. Para a realização desta empreitada foi necessário remover e acondicionar todo o conjunto decorativo do teto de caixotão do interior da igreja, tendo-se verificado o seu elevado estado de degradação, nomeadamente das madeiras de suporte, que apresentavam diversos graus de debilidade, desde o simples empeno ou fratura à degradação acentuada por ataque xilófago ou fungos.

A desmontagem permitiu ainda identificar o tema original de um dos painéis, oculto atrás do órgão, que será restaurado e reposicionado de forma a ficar visível.

A intervenção que agora se iniciou possibilitará a recolocação do teto decorativo da nave central da igreja na sua posição original, conferindo-lhe uma maior dignidade na medida em que recupera o esplendor da sua componente decorativa original.

De referir que o teto da Igreja de S. Pedro, obra do século XVIII, apresenta configuração abobadada, com forro em madeira pintada. O aspeto reticulado das molduras decoradas com pintura de ornatos e motivos vegetalistas em dourado, azul, verde e vermelho, marca o conjunto de caixotões que compõem a obra. Cada caixotão é composto por apainelado interior liso, com repintura de cor branca, com moldura interior sem decoração. Apenas o caixotão que marca o centro do conjunto decorativo tem o seu interior decorado, com pintura de brasão de armas, completado por motivos vegetalistas de grinalda e flores.

A empreitada inclui o tratamento dos madeiramentos de suporte, a conservação e restauro das policromias e a montagem do conjunto no local original.

De referir que esta intervenção seguirá os princípios técnicos e éticos da conservação e restauro, bem como a utilização de técnicas contemporâneas que permitam a montagem do conjunto assegurando uma maior durabilidade ao mesmo e a proteção do monumento.

A intervenção de conservação e restauro do teto decorativo da nave central da Igreja de São Pedro, com a colocação das madeiras do forro do teto, devidamente limpas e recuperadas, possibilitará a reabertura desta igreja matriz não só à comunidade local como também aos visitantes e turistas, contribuindo para o aumento da atratividade da cidade.

Refira-se ainda que a Igreja de S. Pedro integra roteiros de âmbito turístico-religioso concelhios e regionais, bem como o projeto municipal ISA - Idosos Saudáveis e Ativos.

NÚMEROS

  • Área: 210 m2
  • Custo: 142.089,55 euros (cofinanciado em 85% pelo Programa Operacional Regional do Centro - Portugal 2020 por meio do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional)
  • Prazo: 2.º semestre de 2017
voltar ao topo ↑