Torres Vedras

Equipamentos culturais municipais registaram elevada procura em 2019

10.02.2020

Durante 2019 registou-se uma elevada afluência de visitantes nos equipamentos culturais municipais.

No Museu Municipal, por exemplo, contabilizaram-se 4.992 visitas, tendo 1.170 sido de estrangeiros, oriundos maioritariamente de Inglaterra (423), França (161) e Espanha (123). Para além das visitas, este espaço acolheu também um conjunto de atividades lúdicas destinadas à população em geral.

Já no Centro de Interpretação da Comunidade Judaica contabilizaram-se 2.226 visitas, tendo 254 sido de estrangeiros. Também neste equipamento municipal proporcionaram-se atividades à população em geral, nomeadamente visitas-guiadas (732 participantes).

Fora da Cidade, no Castro do Zambujal, contabilizaram-se, em 2019, 1.952 visitas, tendo 219 sido de visitantes estrangeiros.

No Centro Interpretativo das Linhas de Torres Vedras, por seu lado, contabilizaram-se 3.980 visitas, tendo 411 sido de estrangeiros, sendo de salientar as de visitantes oriundos da Inglaterra (168), França (49), Brasil (44) e Espanha (34). 

De regresso a Torres Vedras, no Castelo, contabilizaram-se, também o ano transato, 12.845 visitas, tendo 3.391 sido de visitantes estrangeiros. Especificamente no centro interpretativo deste monumento, registaram-se 7.798 visitas, tendo 2.410 sido de visitantes estrangeiros, sendo de realçar os oriundos do Brasil (1.049), França (364) e Espanha (322). De referir que no Castelo foram dinamizadas atividades pedagógicas para grupos escolares em dias de efemérides, nomeadamente no Dia Nacional dos Centros Históricos (92 participantes) e no Dia Nacional dos Castelos (145 participantes); para além destas atividades, aconteceram, no espaço deste elemento patrimonial, “Histórias a Brincar” (53 participantes); também no Castelo, mas prolongando-se pelo centro histórico da Cidade, realizou-se, igualmente para o público escolar, a atividade “Centro Histórico e Castelo” (515 participantes).

Igualmente no centro histórico de Torres Vedras, na Biblioteca Municipal, registaram-se, durante o ano findo, 61.093 entradas, 5.151 acessos ao respetivo serviço multimédia, 9.962 documentos emprestados e 6.388 participações nas ações do respetivo serviço educativo. Destas ações, saliente-se as sessões de contação de histórias (para vários públicos), da comunidade de leitores da Biblioteca Municipal e do projeto “Filosofia para Crianças”, a dinamização do Clube de Leitores Adolescentes, as atividades com seniores, uma oficina de língua latina e outras formações, as oficinas de expressão plástica, os encontros com escritores, as visitas-guiadas, as apresentações de livros e as exposições.

Já na Fábrica das Histórias – Casa Jaime Umbelino, contabilizaram-se, em 2019, 6.959 entradas e participações nas ações do respetivo serviço educativo.

Noutro espaço expositivo municipal, mais concretamente na Paços – Galeria Municipal, verificaram-se, o ano transato, 11.695 visitas às respetivas exposições, tendo-se contabilizado 4.215 participações nas atividades do respetivo serviço educativo.

No Atelier do Brinquedo, por seu lado, contabilizaram-se 2.752 entradas.

Também ainda no domínio artístico, de referir que no Teatro-Cine contabilizaram-se, em 2019, 20.845 participações em 127 atividades.

Noutra zona do Concelho, mais concretamente no litoral, contabilizaram-se, em 2019, 8.751 visitas no Centro Interpretativo da Azenha de Santa Cruz, das quais, 824 foram de visitantes de nacionalidade estrangeira, sendo de salientar neste particular os oriundos da França (283), Inglaterra (155), Espanha (112) e Alemanha (95). A talhe de foice, refira-se que foram contabilizadas 4.958 utilizações do espaço de leitura da Azenha.

Também em Santa Cruz, contabilizaram-se, o ano passado, 2.178 visitas no Espaço Aguarela e 4.560 entradas na Biblioteca de Praia.

voltar ao topo ↑