Torres Vedras

Loja do Cidadão de Torres Vedras

01.05.2016

Loja do Cidadão de Torres Vedras

“(...) O espaço do antigo Terminal Rodoviário, equipamento que funciona agora no Parque Regional de Exposições, na sequência da implementação da estratégia de mobilidade de Torres Vedras, vai a breve prazo acolher a Loja do Cidadão (...)”

O espaço do antigo Terminal Rodoviário, equipamento que funciona agora no Parque Regional de Exposições, na sequência da implementação da estratégia de mobilidade de Torres Vedras, vai a breve prazo acolher a Loja do Cidadão.

Edifício emblemático onde também funcionaram serviços municipais, com estacionamento assegurado, e localizado numa avenida ampla, servida por transportes públicos, apresenta ótimas características para acolher a Loja do Cidadão de Torres Vedras.

A sua organização interior vai passar pela descompartimentação do respetivo espaço, o que acarretará vantagens em termos de luminosidade e de aproveitamento das condições originais do mesmo. A requalificação deste edifício passará também pela instalação de climatização e pela melhoria da sua eficiência energética.

No piso térreo, o acesso principal será feito a sul, numa porta que dará acesso a um átrio comum aos dois núcleos de serviços a instalar no edifício.

Com acesso principal em relação à antecâmara comum, acede-se ao espaço destinado à unificação dos serviços do Instituto de Registos de Notariado (IRN) em Torres Vedras. A organização interna deste espaço estruturar-se-á em torno de duas áreas de atendimento geral, um espaço de atendimento privado e uma zona de espera. Estes espaços caracterizar-se-ão por uma demarcação da zona dos funcionários.

                                                      Loja do Cidadão de Torres Vedras

Junto ao segundo acesso ao edifício, virado a norte para a zona de estacionamento, implantar-se-á uma antecâmara a que se ligará as instalações sanitárias públicas no piso térreo. O acesso ao espaço de atendimento geral através da antecâmara norte ligar-se-á diretamente com as escadas públicas de acesso à sala de atos no piso superior. O elevador de acesso a pessoas com mobilidade condicionada implantar-se-á imediatamente a seguir a estas escadas.

O backoffice dos serviços do IRN ocupará o restante do piso superior, prevendo-se um espaço de trabalho aberto para 19 postos, dois gabinetes individuais, instalações sanitárias e zona de copa.

A área afeta ao Balcão Multisserviços será acedida através da antecâmara da entrada principal, por meio de um vão a nascente e corredor contíguo ao alçado sul/nascente. Esse espaço dividir-se-á depois numa zona de serviço, composta por núcleo de instalações sanitárias e gabinete de trabalho, e uma zona de atendimento público com arrecadação de apoio.

O projeto foi recentemente aprovado pelo Programa Operacional Regional do Centro - Centro 2020, através do Fundo Europeu para o Desenvolvimento Regional.

Números

  • Área: cerca de 920 m2
  • Valor total: 398.479 euros (cofinanciado em 85% pelo Programa Operacional Regional do Centro, Portugal2020 e União Europeia por intermédio do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional)
  • Prazo: 2º semestre de 2017
voltar ao topo ↑