Torres Vedras

Portal sobre educação rodoviária foi lançado em Torres Vedras

06.11.2018

Portal sobre educação rodoviária foi lançado em Torres Vedras

Júnior Seguro é o portal interativo que disponibiliza Recursos Educativos Digitais de Educação Rodoviária que foi apresentado em Torres Vedras, esta terça-feira. José Artur Neves, secretário de Estado da Proteção Civil, esteve na cidade para o lançamento oficial do projeto, que decorreu na Escola Básica do 1º Ciclo com Jardim de Infância de Conquinha.

Rita Sammer, diretora do Agrupamento de Escolas Madeira Torres, deu início à sessão, dando as boas vindas a José Artur Neves e Carlos Bernardes, presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, assim como a Fernando Pedro Moutinho, vice-presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, subintendente Júlio Sá, Chefe de Divisão de Trânsito e Segurança Rodoviária, José Carlos Sousa, diretor de Serviços de Projetos Educativos da Direção-Geral da Educação, Eugénia Correia, em representação do Delegado Regional de Educação de Lisboa, Alexandra Martins, diretora de Serviços de Segurança Escolar da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, Pedro Folgado, presidente da OesteCIM, autarcas e representantes de forças de segurança ali presentes.

“O Júnior Seguro nasce de uma necessidade e de uma perceção de que é necessário envolver as crianças desde a mais tenra idade em projetos de segurança rodoviária” afirmou Fernando Pedro Moutinho, que apresentou o projeto. Direcionado a crianças e jovens até aos 14 anos, o portal apresenta um jogo interativo que se organiza segundo níveis de educação e ensino, temáticas e etapas de aprendizagem. O portal apresenta ainda recursos que se destinam a familiares e docentes.

A iniciativa, desenvolvida pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária em colaboração com a Direção Geral da Educação e a Associação para a Promoção da Segurança Infantil, tem como objetivo promover o desenvolvimento de atitudes e a adoção de comportamentos seguros em contexto rodoviário. José Carlos Sousa falou num “papel muito importante” em torno da implementação do projeto e do trabalho com as diferentes escolas. “É mais um recurso, não só para a questão da segurança rodoviária, mas para toda a educação para a cidadania que podemos construir.”

Carlos Bernardes destacou a importância da prevenção, lembrando projetos dinamizados pelo Município de Torres Vedras como “Idosos Saudáveis e Ativos”, “A Proteção Civil vai à Escola“ ou “Eu vou a pé para a escola”. Sublinhe-se que, entre 2010 e 2017, Torres Vedras registou 184 vítimas – entre vítimas mortais, feridos graves e leves - de idade inferior a 14 anos, em resultado da sinistralidade rodoviária no concelho. “Todos temos de combater estes indicadores. E nós, nessa política de combate e de não baixar os braços, temos vindo a fazer um trabalho importante e relevante.”

Foi neste âmbito que o secretário de Estado da Proteção Civil falou em “satisfação” pelo lançamento do projeto decorrer “num concelho que tem trabalho muito desenvolvido nesta matéria, tem sido um parceiro.” Lembrando que mais de 70% dos acidentes com vítimas se registam dentro das localidades, José Artur Neves destacou o trabalho desenvolvido pelos municípios, pelas comunidades intermunicipais e pelas escolas, e avançou que o objetivo passa por conseguir lançar o Júnior Seguro “em todas as comunidades intermunicipais do país e com isso chegar a todos os portugueses” até ao final de janeiro.

No final da sessão, os representantes oficiais e institucionais juntaram-se à comunicação social e à comunidade educativa numa visita ao estabelecimento escolar, onde tiveram oportunidade de assistir a atividades interativas no âmbito da segurança rodoviária.

voltar ao topo ↑