Torres Vedras

Propriedade do Moinho dos Caixeiros passou para a Junta da Freguesia da Silveira

19.12.2018

O Moinho dos Caixeiros foi doado pela Câmara Municipal à Junta da Freguesia da Silveira.

A respetiva escritura realizou-se hoje, dia 19 de dezembro, sendo que a mesma inclui também a doação de uma parcela de terreno contígua.

Esta iniciativa tem em vista a construção da Casa do Pão, para a qual a Junta da Freguesia da Silveira apresentou uma candidatura a fundos comunitários. Para efeitos de doação os terrenos foram avaliados em €71.632.

Segundo é referido no site da Junta da Freguesia da Silveira, os moinhos da região são “símbolo vivo de uma terra fértil e laboriosa onde outrora as gentes ligadas a esta actividade [moagem] tinham a missão nobre de transformar o grão em farinha que servia para a fabricação do pão.

O moinho de Caixeiros é um exemplo raro deste tipo de engenhos, pois trata-se de um “moinho de várzea”, ou seja, implantado num vale. Foi edificado em 1836 pelo proprietário de uma azenha que se situava junto ao rio e que tinha sido destruída pelas cheias. Foi vendido várias vezes até que no ano de 1986 foi adquirido pela Câmara Municipal de Torres Vedras, que com a colaboração da Junta de Freguesia executou as obras de restauro, bem como a construção dos anexos de apoio. O moinho foi inaugurado em 10 de Julho de 1987. Gerido pela Junta de Freguesia, dispõe de serviço de bar e venda de pão e afins.

Sendo um património de interesse cultural e turístico, onde o visitante pode observar a moagem dos cereais e o fabrico do pão, o moinho constitui um marco importante para as gerações vindouras, comprovado pelas inúmeras visitas de alunos, delegações estrangeiras, grupos de amigos, etc. durante todo ano”.

Refira-se, a título de curiosidade, que em 2017 contabilizaram-se no Moinho dos Caixeiros 4.344 visitas de cidadãos nacionais e 247 de estrangeiros, principalmente oriundos da Espanha (77) e França (76).

voltar ao topo ↑