Torres Vedras

Raízes do Amanhã

01.07.2016

Raízes do Amanhã
  • Título: Raízes do Amanhã
  • Autoria: Jota Aracê
  • Localização: Parque de Estacionamento Jardins de Santiago, Torres Vedras
  • Data de realização: maio de 2016

“Um projeto de arte urbana na região central de uma cidade histórica foi o começo de um grande desafio".

Pintar em grande escala, atender as expectativas dos antigos moradores (que não conheciam o graffiti), interagir com a estética tradicional da cidade e, principalmente, passar uma mensagem interessante para as crianças, já que futuramente o espaço será uma biblioteca, esse foi o restante do desafio.

"Raízes do amanhã" nasce com o intuito de mostrar que para existir bons frutos a raiz precisa estar saudável e forte.

Raízes do Amanhã

O retrato de um menino africano, fruto da raiz comum entre todos nós, simboliza que precisamos valorizar o passado para pensar no futuro, alimentar as nossas raízes. A composição com os livros clássicos da literatura portuguesa busca despertar o interesse das crianças/jovens para a leitura e ao conhecimento proveniente desse hábito. Os pássaros, mãe e filhote bico de lacre, fazem uma alusão à importância que os pais têm no momento de transmitir os valores aos seus filhos, e o quanto esses valores irão transformar o futuro.”

Jota Aracê 

Aracê, graffiter e artista plástico, formado em publicidade, atua na cena de arte urbana há 8 anos. Utiliza como principal temática dos seus trabalhos as origens indígenas e africanas do Brasil, mesclando elementos urbanos e natureza, com a intenção de despertar a reflexão sobre a importância das nossas raízes culturais.
O Araraquarense João Paulo Malara Capparelli, Aracê, de 24 anos, é um artista que contribui para as cidades ficarem mais coloridas por meio de traços e expressões. Profissional da área do graffiti desde que atingiu a maioridade, ele desfila a sua arte em muros e espaços urbanos da cidade, com espaço para muita criatividade e ousadia.
Formado em Publicidade, ele divide as suas ocupações entre o design gráfico e o próprio trabalho ligado ao graffiti, elaborando diversos murais para os municípios da região de Araraquara, SESC-Araraquara, Casa da Cultura além de coletivos culturais e Organizações Não Governamentais.

Realiza muitas oficinas de Grafitti, para jovens e seniores, além de inúmeras mostras individuais, destacando-se :

- Exposição Mondrian - Araraquara

- Exposição em Torres Vedras com o Coletivo Brasil 2016

- Participação no MURO - Festival de Arte Urbana-Lisboa

- Desenvolvimento de um painel no Porto - Quinta da Mitra

- Trabalhos desenvolvidos em Barcelona e Madrid