Torres Vedras

Rotura

01.09.2013

Rotura

Há cerca de um ano as Ferragens Bacalhau lançaram um desafio direto ao artista torriense Rogério Abreu, no sentido de se criar um espaço de interação entre o espaço comercial, obras de arte e artistas.  A par do desafio lançado ao artista, o desafio foi também lançado à Câmara Municipal de Torres Vedras que, como resposta, procedeu a uma necessária reestruturação daquela praça. Foi neste contexto que nasceu a escultura “Rotura”, concebida por Rogério Abreu e que “tem por referência o Conselho Régio de D. João I, realizado em 1414, em que foi tomada a decisão de conquistar Ceuta, campanha essa que se revelou desastrosa e acabou por dar origem a um período de “rotura” na nossa independência, refletida nos 70 anos de domínio dos “Filipes”.

Trata-se de uma rotura parcial, tal como a nossa perda de independência. No entanto, e como qualquer obra de arte, induz a múltiplas leituras e deixa em aberto um vasto campo ao imaginário do observador.

Além de uma obra de arte, esta escultura constitui um exemplo prático de sucesso na conjugação de sinergias e de boas vontades entre a empresa, o artista e a autarquia, cujo contributo serve de catalisador para promover posturas de participação social mais ativas.

Trata-se de uma rotura parcial, tal como a nossa perda de independência. No entanto, e como qualquer obra de arte, induz a múltiplas leituras e deixa em aberto um vasto campo ao imaginário do observador.

“Rotura” consiste num robusto anel de aço, com 2,3 metros de diâmetro, parcialmente rasgado no seu topo, que impressiona desde logo pela sua dimensão. A sua colocação  numa pequena elevação relvada e atravessada por um carreiro, convida a que a atravessemos, como se de um portal para outra dimensão se tratasse.

Disponível para ser usufruída por todos os torrienses, esta escultura poderá ser vista por um período de 3 anos,  após o qual será avaliado o impacto e sentimento de pertença da escultura no/ao espaço.

Rotura

  • Localização: Av. General Humberto Delgado (frente à loja das Ferragens Bacalhau), Torres Vedras
  • Data de instalação: julho de 2013
  • Obra oferecida por: Ferragens Bacalhau (Sociedade de Ferragens e Ferramentas)
  • Autoria: Rogério Abreu (1967- )

Rogério Abreu

Rogério Manuel Dias Abreu é um escultor português, nascido em Freiria – Torres Vedras, a 19 de junho de 1967.

De tenra idade já a sua veia criativa se mostrava, tal como a sua hiperatividade, características que o marcam ao longo do seu percurso. Apesar de aos 9 anos ter tido o primeiro contacto com o mundo da pintura a óleo, seria no ensino preparatório que a sua veia artística se tornaria mais evidente, desenvolvendo os primeiros trabalhos de escultura.

Escultor pluridisciplinar, no que a matérias diz respeito, tem sido convidado para muitas exposições em Portugal e no estrangeiro, salientando-se , entre várias cidades, Málaga, Sevilha, Victória e Paris.

Tem nesta altura várias obras públicas (Belmonte, Meda, Manteigas, Torres Vedras), assim como obras em instituições e coleções particulares espalhadas pelos vários continentes.

www.rogerioabreu.com

voltar ao topo ↑