Torres Vedras

“Sem Título”

01.01.2013

“Sem Título”

“Sem título” é uma peça escultórica da autoria de Fernando Conduto, construída em aço corten, que teve por base um estudo prévio de cerca de três anos.

Não sendo um objeto descritivo, visa-se, através da conjugação dos seus volumes, criar no observador um conjunto de sensações que serão obviamente singulares, uma vez que são dirigidas particularmente aos sentidos de cada indivíduo.

Pretende-se, assim, apelar a uma interpretação pessoal, o que diferia dos modelos artísticos de arte pública a que os torrienses estavam habituados aquando da sua instalação.

“Sem Título”

Com a encomenda desta escultura, a Câmara Municipal de Torres Vedras pretendeu valorizar a cidade, dando a possibilidade a todos de usufruírem de uma peça escultórica assinada por um artista de renome nacional que tem, de resto, esculturas espalhadas por todo o país.

  • Autoria: Fernando Conduto [1937-  ]
  • Localização: Rotunda Sul da Avenida Poente, Torres Vedras
  • Data de inauguração: julho de 2002

Fernando Conduto

Nasceu em Silves, em 1937.

Tirou o curso de Escultura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa.

Deu aulas de Técnicas de Gravura na Sociedade Cooperativa de Gravadores Portugueses, de Modelação na Escola de Artes Decorativas António Arroio e Desenho Básico na Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa e na Faculdade de Arquitetura e Artes da Universidade Lusíada de Lisboa.

Fez parte do Conselho Técnico e foi cofundador do Curso de Formação Artística da Sociedade Nacional de Belas Artes.

Nos anos 60 aderiu ao programa estético do Nouveau Realisme de Pierre Restany, numa experiência estética que propunha uma reflexão nova sobre o objeto, recorrendo à utilização de “objects trouvés” com fragmentos metálicos, objetos em ferro e materiais desperdiçados reorganizados em “assemblages” informais e elaborou composições libertas de qualquer conceito simbólico.

Fraturou diversas composições escultóricas, que primam pelo geometrismo nelas inserto.

voltar ao topo ↑