Torres Vedras

500 mil pessoas juntaram-se à folia do Carnaval de Torres Vedras

07.03.2019

Fotografia da matrafona que venceu o concurso de matrafonas, junto a elementos da banda OSGA, durante um dos corsos diurnos do Carnaval de Torres Vedras.

O Carnaval de Torres Vedras invadiu a cidade durante os últimos dias para mais uma edição de sucesso. Entre 1 e 6 de março, cerca de 500 mil pessoas não quiseram perder aquele que se assume como o Carnaval "mais português de Portugal", que este ano decorreu sob o tema "Made in Portugal".

Foi por isso que pequenas Amálias Rodrigues e Capitães de Abril saíram à rua na manhã de sexta-feira, dando forma a um Corso Escolar que contou com a participação de cerca de sete mil crianças e jovens. Vindos diretamente de 79 estabelecimentos de ensino, vieram acompanhados por cerca de 1000 professores e auxiliares para mostrar que a tradição desta Carnaval tem futuro assegurado.

Este foi ainda o dia do Baile de Máscaras Tradição, que levou a folia a cerca de 1000 seniores de 30 instituições de Torres Vedras, Mafra, Lourinhã e Sobral de Monte Agraço, assim como a outros seniores que compareceram de forma espontânea. "Os Poetas Lusos" do Lar de S. José foram os vencedores do concurso que decorreu à margem deste baile, em que participaram 16 grupos com cerca de 320 mascarados.

Quanto aos corsos noturnos, o destaque vai para a noite de sábado, em que 44 grupos com cerca de 2300 foliões deram forma ao tão esperado concurso de grupos de mascarados. A criatividade e o engenho demonstrados foram alvo de reconhecimento, com os prémios a ser repartidos entre quatro grupos:

  • Prémio Real Confraria:
    "Vigilância à Portuguesa"

  • Prémio do Público:
    1º lugar: "Cúzidinho à Portuguesa"
    2º lugar: "Galaruchos do Gradil"
    3º lugar: "Vigilância à Portuguesa"

  • Prémio dos Grupos:
    1º lugar: "Cúzidinho à Portuguesa"
    2º lugar: "Vigilância à Portuguesa"
    3º lugar: "Todos na Verga"

Já na segunda-feira, noite de Corso Trapalhão, foi a vez de 40 matrafonas subirem à passerelle e participarem no concurso de matrafonas que acabou por distinguir Nuno Estrangeiro, com o 1º lugar, e Paulo Rato e Tiago Medina, com o 2º e 3º lugar, respetivamente.

Tal como aconteceu com as noites, também os dias de domingo e terça-feira contaram com uma verdadeira enchente. Milhares de pessoas não quiseram perder um corso feito de carros alegóricos, grupos de mascarados, Zés Pereiras e cabeçudos, formações musicais e carros espontâneos e a música eletrizante do Tó'Candar PALADIN.

Este Carnaval ficou ainda marcado pelo reforço da aposta na segurança, através de implementação de barreiras antiterrorismo, realização de revistas à entrada do recinto e implementação de um sistema de videovigilância no perímetro do corso e nas zonas de animação noturna. Para garantir que tudo decorria dentro da normalidade, o evento contou com o envolvimento de cerca de 450 elementos da PSP, a que se somaram centenas de outros elementos de estruturas como a GNR, o Serviço Municipal de Proteção Civil, os Bombeiros Voluntários de Torres Vedras, a Cruz Vermelha, a Administração Regional de Saúde e uma empresa de segurança privada.

Ainda neste âmbito, a campanha "100% Cool" voltou a distinguir os bons exemplos na estrada. A iniciativa da Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas, em parceria com a GNR e a Câmara Municipal de Torres Vedras, premiou os condutores que apresentassem zero gramas de álcool por litro de sangue durante a noite de segunda-feira.

Personalidades nacionais e internacionais não ficaram indiferentes à folia do Carnaval "mais português de Portugal", com o entrudo torriense a receber Ana Mendes Godinho, secretária de Estado do Turismo, Sarfaraz Ahmed Gohar, embaixador do Paquistão, Amararam Gujar, primeiro secretário da Embaixada da Índia, José Arruda, secretário-geral da Associação de Municípios Portugueses do Vinho, Luís Segadães, presidente das 7 Maravilhas de Portugal, Pedro Folgado, presidente da Câmara Municipal de Alenquer, Ângelo Moura, presidente da Câmara Municipal de Lamego, Luís Encarnação, vice-presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Mariana Castelo Branco, documentarista brasileira e presidente do júri do ART & TUR - Festival Internacional de Cinema de Turismo, e Max Fercondini, ator.

Depois de ter fotografado os festejos do ano passado (cujo trabalho está patente na Paços - Galeria Municipal de Torres Vedras até 17 de março), também Eduardo Gageiro esteve de volta ao Carnaval de Torres Vedras, juntando-se à folia dos mascarados de uma terra que já sente como sua.

Tendo superado todas as expectativas, o Carnaval de Torres Vedras voltou a demonstrar por que razão continua a atrair cada vez mais foliões de dentro e fora do país.

voltar ao topo ↑