Torres Vedras

Afecti-vidades

01.01.2014

Afecti-vidades

Trata-se de uma escultura executada em pedra dos maciços basálticos de Figueiredo (Concelho de Torres Vedras), constituída por duas pedras que representam as comunidades de Torres Vedras e Wellington e que estão ligadas por um elemento em aço.

As pedras possuem partes naturais e outras polidas, que representam o trabalho de transformação realizado dentro dessas comunidades ao moldarem a natureza. Dois corpos trabalhados ritmicamente focando a relação entre o natural e a intervenção Humana.

O aço, que faz a ponte entre as duas pedras, simboliza a ligação entre as duas comunidades e remete para os elementos bélicos das Linhas de Torres Vedras, de há 200 anos.

  • Autoria: Rogério Abreu (1967- )
  • Localização: Rotunda de Wellington, junto ao Choupal
  • Data de inauguração: 25 de setembro de 2010

Afecti-vidades

Rogério Abreu

Rogério Manuel Dias Abreu é um escultor português, nascido em Freiria – Torres Vedras, a 19 de junho de 1967.

De tenra idade já a sua veia criativa se mostrava, tal como a sua hiperatividade, características que o marcam ao longo do seu percurso. Apesar de aos 9 anos ter tido o primeiro contacto com o mundo da pintura a óleo, seria no ensino preparatório que a sua veia artística se tornaria mais evidente, desenvolvendo os primeiros trabalhos de escultura.

Escultor pluridisciplinar, no que a matérias diz respeito, tem sido convidado para muitas exposições em Portugal e no estrangeiro, salientando-se , entre várias cidades, Málaga, Sevilha, Victória e Paris.

Tem nesta altura várias obras públicas (Belmonte, Meda, Manteigas, Torres Vedras), assim como obras em instituições e coleções particulares espalhadas pelos vários continentes.

www.rogerioabreu.com

voltar ao topo ↑