Torres Vedras

COVID-19: Avaliação da situação epidemiológica e de medidas de resposta adotadas

13.07.2020

Fotografia da conferência de imprensa

Quatro meses após a ativação do Plano Municipal de Emergência, no âmbito da resposta do Concelho à pandemia causada pela doença COVID-19, realizou-se uma conferência de imprensa de avaliação da situação epidemiológica e das medidas de resposta adotadas.

A Comissão Municipal de Proteção Civil decidiu ativar o plano a 12 de março, apesar de não existir, até então, nenhum caso de COVID-19 no Concelho. Os primeiros quatro casos foram confirmados a 19 de março. Neste momento, o território conta com 82 casos ativos, tendo no total sido contabilizados 159 casos confirmados.

O Delegado de Saúde do ACES Oeste Sul, Nuno Rodrigues, esclareceu que o aumento do número de casos revela a existência de transmissão em vários contextos, sendo que os principais momentos de risco identificados são a partilha de refeições com não coabitantes, as viagens de carro com não coabitantes e os contactos estabelecidos no local de trabalho. Nestes contextos, deve ser privilegiado o uso de máscara, sempre que possível.

Apesar do aumento do número de casos, cerca de 85% dos casos estão em cadeias de transmissão identificadas, o que permite o isolamento de potenciais novos casos e, consequentemente, um maior controlo da transmissão.

Na conferência de imprensa, realizada hoje, o presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, avançou que haverá um reforço das campanhas de sensibilização e vigilância, nomeadamente em esplanadas, praias, lares, empresas e outros estabelecimentos. Neste âmbito, está, ainda, a ser preparada uma nova campanha de comunicação, que visa sensibilizar para a adoção de medidas de prevenção em situações identificadas como sendo de maior risco.

A implementação de um Centro de Testes à COVID-19 no Centro de Educação Ambiental, a 31 de março, permitiu, até agora, a realização de cerca de 3.200 testes. A partir de hoje, o Concelho vai ver a sua capacidade de testagem reforçada, com um novo laboratório a realizar mais 100 testes por semana.

O Plano de Contingência Interno do Município, em vigor desde 5 de março, e o Plano de Contingência de Contingência de Âmbito Municipal, em vigor desde 9 de março, também foram alvo de atualizações.

Às medidas iniciais de prevenção, acresceram as medidas de apoio social. A Linha de Apoio Psicossocial, que entrou em funcionamento a 16 de março, recebeu até ao momento 2.386 chamadas. Já o Programa Municipal de Apoio Extraordinário no âmbito da doença COVID-19, que entrou em vigor no dia 14 de abril, tem apoiado as famílias, as empresas e o tecido associativo do Concelho.

A 22 de maio, foi lançado o selo “Estabelecimento Seguro”, com o objetivo de atestar o cumprimento das medidas de higienização e segurança no âmbito da COVID-19, reforçando a confiança da população nos estabelecimentos do território. O selo foi atribuído, até ao momento, a 52 estabelecimentos, dos quais 43 já foram alvo de vistorias. No Concelho, existem, ainda, 18 estabelecimentos com o selo “Estabelecimento Clean & Safe”, uma iniciativa do Turismo de Portugal que reconhece as empresas do setor do Turismo que cumpram as recomendações da Direção-Geral da Saúde para evitar a contaminação dos espaços.

A preparação da época balnear foi adequada ao contexto de pandemia, com o reforço do projeto Praia Segura, através da vigilância em moto 4 e a colocação de assistentes de praia em zonas balneares com menor capacidade. Para além deste reforço de meios no terreno, foi aplicada sinalética com medidas de prevenção.

Os eventos a realizar foram adaptados de modo a garantirem as condições de segurança, como é o caso da Onda de Verão, que conta com atividades nos meses de julho, agosto e setembro, em Santa Cruz, e do Troféu Joaquim Agostinho, que decorre de 18 a 20 de julho.

Última atualização: 13.07.2020 - 19:10 horas
voltar ao topo ↑