Torres Vedras

Monumento de Homenagem a João de Barros

01.07.2011

monumento Joao Barros

No largo sobranceiro à praia Norte, em Santa Cruz, foi construído um monumento de homenagem ao poeta, professor e escritor João de Barros.

monumento Joao Barros

O poeta, nascido em 1881 e falecido em 1960, era um apaixonado pelo mar e, em especial, pelo oceano Atlântico e passou vários verões em Santa Cruz. Nesta localidade espalhou a sua cultura e fez grande amizades. Este era um homem que confiava e tinha fé nos destinos do nosso povo, amava tudo o que é português e a sua poesia traduz estados de alma que privilegiam a sinceridade e virtudes do espírito.

Na face anterior do monumento as gaivotas e o mar marcam presença e, inscrito em baixo relevo, é possível ler-se:
monumento Joao Barros
"Poeta do que não morre,
Aventureiro dos cimos,
Navegador entre abismos,
Descansa, repousa em paz...
Teu sulco não se desfaz
Num frágil fluir de espumas..."

Na parte posterior da obra é possível encontrar uma dedicatória que escreveu o escritor Ferreira de Castro. "No verão um grande poeta vinha contemplar o Atlântico de sobre as arribas. Dedicara a vida a unir ainda mais a alma de Portugal à do Brasil, através do mar que ele amava desde menino. Na sua obra de resplandecente beleza contava a liberdade, a faternidade, as virtudes do Homem e o futuro redimido de velhas servidões. Chama-se João de Barros e foi também um preclaro cidadão, desses que honram eminentemente a espécie humana".

  • Autoria: José Santa Bárbara (escultor) e Keil do Amaral (arquiteto)
  • Data de inauguração: 1971
  • Localização: Rua Dr. Esteves de Oliveira, Santa Cruz
  • Propriedade: Câmara Municipal de Torres Vedras
voltar ao topo ↑