Torres Vedras

Reflorestação Nacional tem passado por Torres Vedras

09.01.2020

Imagem da plantação efetuada pela Comissão Municipal da Floresta

Torres Vedras voltou a associar-se ao grande movimento de reflorestação nacional que se realiza anualmente por altura da celebração do Dia da Floresta Autóctone.

Tal aconteceu com várias ações promovidas pela Câmara Municipal, em parceria com diversas entidades, no âmbito da 10.ª edição da Semana da Reflorestação Nacional, promovida pelo Movimento Plantar Portugal.

A grande maioria das ações realizadas no Concelho no âmbito desta iniciativa aconteceram na última quinzena de novembro, tendo as mesmas contado com uma forte participação, envolvendo cerca de 1.400 munícipes.

As plantações de árvores foram o grande enfoque do programa de ações do Município integrado nesta 10.ª Semana da Reflorestação Nacional, as quais foram realizadas com o contributo principalmente de vários estabelecimentos de ensino do Concelho. Ao todo, foram plantadas 967 árvores, tendo essas ações abrangido uma área de cinco hectares de terrenos municipais.

Assim, no dia 16 de novembro, cerca de 40 elementos, entre alunos, pais dos mesmos e professores da Escola João de Deus, bem como populares, realizaram uma ação de florestação na Serra do Socorro, numa área localizada na Paisagem Protegida Local das Serras do Socorro e Archeira. Na ocasião foram plantadas 200 árvores, nomeadamente pinheiros mansos, carvalhos, medronheiros, alfarrobeiras, folhados e azevinhos, numa área de 6.800 m2. Estas árvores foram oferecidas por intermédio do projeto "Terra de Esperança", o qual resulta de uma parceria que envolve a Fundação GALP, a ANEFA (Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente) e a Câmara Municipal.

Também no espaço daquela paisagem protegida, cerca de 20 alunos da Escola Agrícola Fernando Barros Leal levaram a cabo no dia 18 de novembro uma ação de reflorestação e manutenção de uma área arborizada em edições anteriores da Semana da Reflorestação Nacional, situada na Serra do Socorro. Esta ação resultou na plantação de 115 árvores, mais concretamente pinheiros mansos, carvalhos, medronheiros, alfarrobeiras, sobreiros e azevinhos.

No dia 24 de novembro, a Paisagem Protegida Local das Serras do Socorro e Archeira voltou a ser palco de uma ação de plantação realizada no âmbito da 10.ª edição da Semana da Reflorestação Nacional. Na ocasião, cerca de 40 alunos do 8.º ano de escolaridade da Escola Básica 2,3 de São Gonçalo, bem como respetivos pais e professores, para além de populares, participaram numa nova ação de florestação na Serra do Socorro, integrada também no projeto "Terra de Esperança", em que se plantaram 164 árvores, entre pinheiros mansos, carvalhos, medronheiros, alfarrobeiras, sobreiros, azevinhos e zambujeiros.

No dia seguinte, elementos do executivo municipal, com cerca de 50 alunos da Escola Básica da Conquinha, iniciaram a plantação do alinhamento arbóreo de árvores de Júpiter na Rua António Leal d' Ascensão, previsto no PEDU (Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano). Ainda nesse dia, cerca de 140 alunos do 2.º ciclo do ensino básico da Escola Básica 2,3 de de São Gonçalo efetuaram a plantação de 15 árvores e arbustos autóctones, no recinto deste estabelecimento de ensino.

De novo na área da já mencionada paisagem protegida, e também no âmbito do projeto “Terra de Esperança”, no dia 5 de dezembro, cerca de 80 alunos do 1.º ciclo do ensino básico da freguesia do Turcifal realizaram a plantação de árvores autóctones na Serra do Socorro, mais exatamente 264, entre pinheiros mansos, carvalhos, medronheiros, alfarrobeiras, sobreiros, azevinhos e zambujeiros.

No dia seguinte, igualmente no âmbito do projeto “Terra Esperança”, cerca de 25 alunos do 2.º ciclo do ensino básico da Escola Básica 2,3 de São Gonçalo realizaram num terreno adjacente à Variante Poente a plantação de 78 árvores, (pinheiros mansos, carvalhos, medronheiros, alfarrobeiras, sobreiros, azevinhos, zambujeiros, plátanos-bastardos e folhados).

Por fim, no dia 13 de dezembro, realizou-se a mais recente ação de plantação de árvores no Concelho no âmbito da 10.ª edição da Semana da Reflorestação Nacional, a qual também se integrou no projeto “Terra Esperança”. Na ocasião, a Comissão Municipal de Defesa da Floresta efetuou a plantação de árvores autóctones num terreno municipal situado na saída de Torres Vedras para a localidade do Sarge, mais concretamente de 56 árvores (amieiros, freixos, carvalhos, medronheiros, alfarrobeiras, sobreiros, oliveiras e plátanos-bastardos).

Já na zona litoral do Concelho, nos dias 20 e 21 de novembro, alunos e professores da Escola Profissional Agrícola Fernando Barros Leal e do Externato de Penafirme, bem como funcionários da empresa Norauto, procederam à plantação de espécies dunares autóctones e à remoção de plantas invasoras, no cordão dunar junto à Praia Azul. Cerca de 100 elementos participaram nesta ação, no decorrer da qual foram plantadas aproximadamente 2.000 árvores e arbustos de várias espécies, com o objetivo de consolidação da duna primária daquela praia, numa área de cerca de 1,5 hectares.

Também no âmbito da associação do Município à 10.ª Semana da Reflorestação Nacional, os Viveiros Municipais abriram as suas portas durante sete dias para a cedência de espécies autóctones. No total foram cedidas 7.225 árvores a 452 munícipes e entidades diversas (entre associações, escolas e juntas de freguesia), mais concretamente 1.542 pinheiros mansos, 293 alfarrobeiras, 193 amieiros, 879 azevinhos, 398 carvalhos-português, 425 carvalhos-alvarinho, 254 sobreiros, 233 azinheiras, 160 freixos, 1.357 medronheiros, 358 castanheiros, 204 cerejeiras bravas, 220 zambujeiros, 196 faias, 340 nogueiras, 228 teixos, 177 plátanos-bastardo e 216 aveleiras.

Igualmente nos Viveiros Municipais, nos dias 19, 23 e 27 de novembro, tiveram lugar visitas de caráter lúdico-pedagógico destinadas aos alunos do 1.º ciclo do ensino básico das escolas do Concelho, no decorrer das quais se procedeu à identificação de espécies florestais autóctones presentes na “montra florestal” deste espaço e à apresentação do funcionamento do mesmo por meio de uma visita guiada. No dia 23 de novembro foi também proporcionado à população em geral visitas aos Viveiros Municipais, no final das quais os participantes puderam desfrutar das sonoridades do acordeão, acompanhadas por provas de vinhos, queijos e doces tradicionais. Cerca de 75 pessoas participaram nestas ações.

De referir, também, da associação do Município à mais recente edição da Semana da Reflorestação Nacional, uma atividade realizada no dia 15 de novembro, na Escola Profissional Agrícola Fernando Barros Leal, em que a equipa municipal de sapadores florestais deu a conhecer a cerca de 40 alunos deste estabelecimento de ensino o seu trabalho; sessões de esclarecimento sobre a importância da floresta, em que participaram cerca de 200 alunos do 8.º ano de escolaridade da Escola Básica 2,3 de São Gonçalo e do 7.º ano de escolaridade da Escola Básica 2,3 dos Campelos; uma sessão de esclarecimento/workshop sobre a vespa velutina, realizada também no dia 15 de novembro, no auditório do Edifício dos Paços do Concelho, orientada por Bruno Moreira, da Turma da Abelha, que contou com 82 participantes; e uma exposição da Associação Bandeira Azul da Europa que esteve patente no Centro de Educação Ambiental, entre os dias 1 e 28 de novembro, a qual teve como temática as árvores nativas de Portugal.

Refira-se, ainda, que, devido a condicionalismos climatéricos, alguma das ações do programa municipal da 10.ª Semana da Reflorestação Nacional foram adiadas, estando por essa razão previsto para o próximo dia 25 de janeiro a realização de uma ação de plantação na Serra de S. Julião.

 

voltar ao topo ↑